|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 24 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Eu quero é botar meu bloco na rua!
 


O imaginário carnavalesco ganha vida em Fevereiro, e também não fica de fora dos filmes do Curta na Escola. Em destaque, você confere quatro curtas-metragens que reúnem a força da cultura popular no carnaval de rua. A voz do samba, frevo e maracatu se somam à tradição renovada a cada ano, e trazem brilho a imaginação de quem se prepara para a festa.

A cor do samba é azul mistura a essência da escola de samba com o canto certeiro da cantora norte-americana Nina Simone. Em A moça que Dançou Depois de Morta, a paixão de carnaval é ilustrada com desenhos de xilogravura. No curta Jorjão, encontramos um dos grandes mestres das escolas de samba. Para encerrar a sessão, o coco de roda - um dos ritmos mais tradicionais do Nordeste - se apresenta em Som da Rua - Selma do Coco!


Destaques
Curta-metragem poético gravado durante um ensaio do G.R.C.S.E.S. Águia de Ouro, em São Paulo. Em meio ao ritmo contagiante da bateria da escola de samba, a voz de Nina Simone se infiltra.
Baseado em uma história de cordel de J. Borges, renomado artista popular, e produzido inteiramente com xilogravuras do próprio autor. Um rapaz se apaixona por uma moça num baile de carnaval do interior.

Um filme sobre um dos principais mestres de bateria de escola de samba do Rio de janeiro que fala sobre música e a sua história de amor.
D. Selma Ferreira da Silva vive em Olinda e aprendeu a arte da umbigada com seus pais e avós. Tornou-se uma das maiores expoentes pernambucanas no ritmo, também conhecido por coco de roda.

Roleta
Tente a sua sorte e assista a um curta aleatório!