|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 113 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Cores e texturas
 


Os movimentos artísticos exploram múltiplas expressões nos curtas-metragens em destaque! Cores, contornos e texturas se multiplicam tomando conta da linguagem criada pelos cineastas.

No filme Ver Ouvir, três pintores relacionam suas obras com as ruas da cidade e introduzem a relação entre arte e política em pleno movimento tropicalista. A pintura em Aquarela se transforma em meio a melodia da música de Toquinho e Vinicius. Em Som da rua - fiandeiras o trabalho artesanal passa a representar uma cultura própria. Por fim, o grande Heitor dos Prazeres busca suas memórias para reconstruir o cenário do Rio antigo, junto aos seus quadros e pinturas.

As artes se expandem nos curtas-metragens e planos de aula! Boa sessão em turma!


Destaques
A pintura fala através do trabalho de três jovens artistas, Roberto Magalhães, Antonio Dias e Rubens Gerchman, simplesmente devastadores na visualidade com que, em seus trabalhos, transmutam a cacofonia da cidade co...
Com trilha homônima de Toquinho, Vinicius, Morra e Fabrizio, o filme faz uma metáfora entre a vida, do nascimento à morte, e uma pintura de aquarela que, com o tempo, descolore.

Gercina Maria de Oliveira (1936), Maria Luiz Pereira (1930) e Conceição Lorença Leite (1936) são fiandeiras em Sagarana, no município de Arinos (MG) dedicam-se a revitalizar o artesanato de sua região e enquanto fia...
Memórias do sambista popular e pintor naif Heitor dos Prazeres em seu atélier na Cidade Nova, bairro decadente do Rio de Janeiro, que só sobrevivia em seus sambas, seus quadros e suas recordações.

Roleta
Tente a sua sorte e assista a um curta aleatório!