|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 68 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.
Comentários
Se Você é o Cara que Flertava Comigo(...)

Ficção | De Thiago Alcântara | 2005 | 10 min | MG

18 Comentários
Por Felipe Gondim - Usuário | 15/11/2011

Eu não entendi como o filme foi classificado. Ficção e conteúdo adulto. Não vi algo que levasse a essa classificação. O simples fato de abordar a história de um homossexual, torna o filme como "conteúdo adulto"? Vamos rever isso aí hein?!
Por Armando - Usuário | 03/12/2010

Filme Mineiro. bacana!
Por Alexandre Fachin - Usuário | 28/01/2010

Não gostei do filme, mas gostei muito do roteiro, da idéia! Apesar da narração, o roteiro é muito bom. É simples, bem humorado, e a mistura da ficção com realidade, a reação das pessoas, realmente ficou muito bom. Acho que é isso.. uma idéia na cabeça e uma camera na mão... sem requinte, cinematografia, nem cuidado. Autêntico.
Por felipe de oliveira - Usuário | 28/01/2010

O filme tem coisas interessantes, como a parte em que o "povo" diz o que bernardo deveria fazer, e a parte em que são mostradas as mensagens de telefone. Mas é um roteiro bem forçado, fotografia horrível. O diretor usou demais da narração, o que faz parecer um vídeo policial do Linha Direta ou de qualquer canal evangélico. Há concepções interessantes, mas não gostei. Existem outras formas muito mais proveitosas de se abordar este tema
Por Brunna Antunes - Usuário | 28/01/2010

O filme é excelente. Direção e roteiro impecáveis. O tema foi abordado de maneira clara, gostei disso. E o personagem nos causa empatia, coisa muito difícil de se ver em curtas atualmente. Esse é o tipo de filme que prova que tudo é possível, só é preciso ter vontade de fazer. Parabéns e espero mais filmes seus!
Por Laura Moreira Rodrigues - Usuário | 28/01/2010

a-d-o-r-e-i! :D
Por Roberto Maciel Magalhães - Usuário | 28/01/2010

O filme é fraco. Esta é uma produção característica da crise pela qual vem passando a área de produção de curtas. Repito: muito fraco. Por meio de imagens batidas e uma fotografia cansada e cansativa o curta em questão nada mais faz do que reproduzir a lógica neomercadológica/pós-industrial que se abateu como uma praga sobre o meio sociocultural por não compreender o constrangedor truísmo de que as experiências acumuladas demonstram que o aumento do diálogo entre os diferentes setores produtivos oferece uma interessante oportunidade para verificação do processo de comunicação como um todo. Muito fraco.
Por Amanda Ancelmo - Usuário | 28/01/2010

Interessante perceber o quanto criamos, imaginamos, fantasiamos um mundo tão verdadeiro quanto a "realidade" que nos cerca. E pior, como nos perdemos nesse universo a parte! Por vezes sofremos ou sentimos prazer, ou ainda os dois, quem sabe? Adorei. Em síntese, seu filme me trouxe essa reflexão. Parabéns!
Por Daiverson Silveira Machado - Usuário | 28/01/2010

Achei o filme muito legal....é uma história ingênua, mas é nesse ,ingenuidade q esta o legal do filme adorei as gravações, muito legal,é interessante o modo como é tratado a imaginação q as vezes temos a respeito de alguma pessoas q vimos no meio da rua, na multidão...
Por Milton Fucci Jr - Usuário | 28/01/2010

O filme traz uma sensibilidade muito boa. E nos faz perguntar: qual é o tamanho do nosso sonho? Será que tudo que achamos impossível, realmente é? Uma boa história, roteiro bem escrito. Os atores trabalharam muito bem. Parabéns!

Páginas: 1 2