|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 52 { professores: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Educadores
Cadastre-se para registrar os seus relatos de experiência com o uso de curtas-metragens em salas de aula e concorrer a prêmios para você e sua escola.

Movimentos de Luta pelos Direito dos Negros


Plano de Aula do Filme Aruanda | Documentário | De Linduarte Noronha | 1960 | 20 min | RJ


A condição da escravidão obrigava muitos negros a fugirem e se refugiarem em comunidades organizadas por eles: os quilombos. A vida de escravo era marcada por muito sofrimento. Além do trabalho forçado a todo aquele que desrespeitasse as regras impostas eram impostos torturas, castigos e penas cruéis. O ambiente de opressão, trabalhos forçados e castigos encorajavam muitos escravos a tentar a fuga muitas vezes para comunidades localizadas em locais bem escondidos no meio das matas. Nesses locais normalmente onde já viviam escravos fugitivos das senzalas. Nesse ambiente, eles podiam viver de acordo com sua cultura. No Brasil, ainda há grupos denominados pela legislação brasileira como "comunidades remanescentes de quilombo". Esta categoria social busca representar, defender e manter todos estes grupos que tenham origem em comunidades quilombolas.





Objetivos

-Refletir sobre a condição de escravidão.

-Refletir sobre os problemas enfrentados pelos negros desde os tempos de escravidão

-Pesquisar sobre os movimentos em defesa dos direitos dos negros existentes no Brasil.

- Respeitar as manifestações culturais afrodescendentes


Situação Didática

1° momento:

Antes de exibir o curta "Aruanda", peça para que os alunos pesquisem na internet como os negros eram tratados na época da escravidão e quais os movimentos de luta e resistência que existiram durante essa época.

Após a pesquisa, em uma roda de conversa, peça para que os alunos socializem as informações que encontraram durante a busca.

Assista ao curta com os alunos e posteriormente faça uma roda de conversa a respeito dos pontos que eles destacariam como mais relevantes.

2° momento:

Após a exibição do curta, questione os alunos o que eles sabem sobre a Lei Áurea, e se eles acreditam que apenas com a assinatura da lei os negros conseguiram respeito e a garantia dos seus direitos serem cumpridos. Explique que a lei Áurea apenas decretou o fim da escravidão mas não garantia, além da liberdade, politicas públicas que garantissem aos ex-escravos direito de moradia, estudo, emprego, entre outros.

Explique que desde aquela época os negros precisam lutar diariamente para garantir que seus direitos sejam respeitados pela sociedade.

Peça para os alunos em grupos pesquisarem saber políticas públicas existentes atualmente para defender o direito desses que sempre foram colocados à margem da sociedade.

Como sugestão segue alguns temas que podem contribuir para enriquecer a pesquisa:

- Religião

- Culinária

- Expressão artística (artes visuais)

- Música

- Dança

- Brincadeiras e lendas

- Esportes

- Comunidades Quilombola

3° momento:

Depois da socialização das descobertas realizadas na pesquisa, procure identificar junto aos os motivos que levaram a conquista dessas políticas públicas demorarem anos para acontecer, e que muitos movimentos de defesa dos direitos dos negros existiram desde a época da escravidão para garantir o mínimo de qualidade de vida para essas pessoas.

Peça para que os alunos, divididos em grupos, pesquisem e escolham um desses "movimentos negros", e produzam um vídeo de curta duração explicando quais eram as características do movimento que escolheram e qual foi a importância do mesmo.

Publique todos as produções dos alunos em um canal aberto no YouTube ou outra plataforma de publicação de vídeos para possa servir para pesquisa sobre esse tema para outras pessoas.



Pedagogo Autor do Plano de Aula
Caroline Franco


Atividades Profissionais: Consultora pedagógica do Instituto Paramitas
Nível: Ensino Superior