Plano de Aula

MÚLTIPLAS LINGUAGENS

O Divino, De Repente
29/12/2010
Artes, Ciências Sociais, Língua Portuguesa
Educação de Jovens e Adultos, Ensino Fundamental II, Ensino Médio, Ensino Técnico, Formaçao ProJovem MDS
João Luíz de Almeida Machado


Qual é a língua que você fala? O português, é claro, responderá rapidamente aquele que agora lê estas linhas. Mas além desta obviedade, em se tratando do Brasil, quantas linguagens hoje são faladas em nosso país ou, melhor dizendo, de quantas maneiras podemos expressar nossos pensamentos com palavras em nosso idioma de origem. A fala do povo é variada, muda de acordo com as origens (geográficas, familiares, culturais...) e, é nesse sentido que precisamos apurar nossos ouvidos, buscando escutar o que vem do coração e não criar barreiras quaisquer que sejam para as diferentes formas de expressão que venhamos a conhecer em nosso país!
- Apresentar com o curta e suas múltiplas linguagens enfocadas, como as pessoas e a arte podem expressar ideias de modo variado, rico, diverso. - Trabalhar o duplo sentido de algumas palavras ou expressões. - Enfocar a diversidade regional que existe no país e suas múltiplas linguagens.
- Apresente o curta sem interrupções. - Mostre novamente o filme parando a cada nova forma de expressão artística utilizada ou a cada termo ou vocábulo diferente encontrado. - Peça aos alunos que anotem suas impressões sobre o que foi visto ou ouvido. - Inicie, depois do filme, debate sobre o que viram os alunos. - Busquem as palavras diferentes no dicionário. - Aborde as diversidades regionais. - Explique as diferentes formas de expressão artística usadas no curta ou dê o nome das técnicas e peça aos alunos que pesquisem. - Organize oficinas de produção de vídeos de 1 minuto que aborde as diversidades regionais linguísticas e utilize as técnicas vistas no filme.
Percorrer o Brasil de norte a sul é se deparar com uma infinidade de culturas, hábitos, ritos, saberes e linguagens. Muitas vezes há recortes desta enorme e diversificada riqueza dentro da sala de aula ou no município e região onde vivemos. Porque não propor atividades que levem os alunos além dos muros da escola, de encontro a estas diversidades, registrando esta riqueza, produzindo materiais que falem sobre as múltiplas linguagens do nosso país?