Cavalão


Assista nos planos:

Produção: Tambellini Filmes

Som: Leonardo Bittencourt

Assistente de Direção: Rafael Miranda

Imagens: Leonardo Bittencourt

Montagem: Alexandre Saggese

Produção de Finalização: Giovana Saad

Créditos: Luciano Godói

Curadoria: Carla Esmeralda

Assistência de Curadoria: Alice Gomes

<b>Este curta faz parte do projeto Marco Universal.</b>Capitão Romeu, integrante do Grupamento de Policiamento para Áreas Especiais, chegou ao Morro do Cavalão em Niterói há quatro anos. Encontrou 4.200 habitantes e um índice de violência bastante alto. Desde o início tinha a idéia de criar projetos para crianças para melhorar a auto-estima da população. Hoje o Capitão tem 73 policiais sob o seu comando e uma série de projetos que os próprios inventaram e colocaram em prática, como aulas de informática com internet, alongamento, ioga, dentista, passeios com crianças e outros. O portão do posto de polícia está sempre aberto e o lugar parece até um "clube". Pouco a pouco eles foram ganhando apoio da comunidade. Eles começaram a receber notícias dos moradores sobre os traficantes, que foram deixando o morro sem nenhum acordo. Há três anos não tem mais tiro no Cavalão.
Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação
15 min
2007
Brasil
RJ
LIVRE

Diretor: Sandra Kogut

Elenco: Capitão Romeu, crianças do Morro do Cavalão, Sargento Garcia, Sargento Ronaldo, Tenente Ribeiro

Sinopse: Este curta faz parte do projeto Marco Universal.Capitão Romeu, integrante do Grupamento de Policiamento para Áreas Especiais, chegou ao Morro do Cavalão em Niterói há quatro anos. Encontrou 4.200 habitantes e um índice de violência bastante alto. Desde o início tinha a idéia de criar projetos para crianças para melhorar a auto-estima da população. Hoje o Capitão tem 73 policiais sob o seu comando e uma série de projetos que os próprios inventaram e colocaram em prática, como aulas de informática com internet, alongamento, ioga, dentista, passeios com crianças e outros. O portão do posto de polícia está sempre aberto e o lugar parece até um "clube". Pouco a pouco eles foram ganhando apoio da comunidade. Eles começaram a receber notícias dos moradores sobre os traficantes, que foram deixando o morro sem nenhum acordo. Há três anos não tem mais tiro no Cavalão.

Alugue